Nunca me deito. Apenas procuro uma posição confortável para olhar o tecto. Se a luz me fere apago-a e deixo-me ficar. Todas as noites.



<< Home