Em busca de asilo

Lê-se sobre Gaugin: (...) a tese mística subjacente ao seu relato é que os homens podem já ter sido seduzidos ou escravizados pela civilização no Tahiti de finais do século XIX, mas "os deuses de outrora souberam manter um asilo na memória das mulheres".

Os pedidos de asilo adquirem novo sentido. A questão em relação a esta tese mística defendida por Gaugin será sempre o uso do plural (mulheres) ou do singular (mulher). Um asilo na memória das mulheres ou na memória de uma mulher?


Já em Bob Marley descortino uma questão similar, quando ele diz "No woman, no cry" fala de uma só mulher, e é por ela que ele não irá chorar. Ou seja, ele dá a essa mulher toda a importância precisamente no momento em que a procura negar.
Há quem prefira cantar uma versão menos hard core: "No women, No Cry... said... said ".



<< Home