Quem é você?

Eu sei quem sou. A afirmação é categórica. Podia bem ser uma expressão de arrogância esquecida das contradições, buscas e perdas que me definem. Mas não, é um agradecimento às palavras doces de um amigo. Sabem, com o Francisco o "xoxo da amizade" (ritual que esmiucei aqui) é, desde há muito, a expressão corpórea de uma letra. Falamos de muito. (Francisco espero que este post não te cause problemas)



<< Home