Que eu quero me arder no seu fogo...

A figura de Pierrot vem da commedia dell’arte. No modo como nos ficou sugere a deliciosa incompletude do artista enquanto outro-de-si-mesmo, a tensão nunca resolvida entre a ocultação e a revelação.

Na "noite dos mascarados" Chico Buarque põe tudo ao barulho. E como põe... Desejo, amor e identidade. O rosto ou a máscara. A busca do efémero ou gosto pelas eternidades. A abrir a pergunta dilacerante: Quem é você? Engraçado, há quem nunca desista de perguntar.

Acredito que Romeu e Julieta são Colombina e o Pierrot quando a crise das identidades se instala e quando a certeza do amor deixa sobreviventes.


Quem é você?
Adivinhe, se gosta de mim
Hoje os dois mascarados
Procuram os seus namorados
Perguntando assim:
Quem é você, diga logo
Que eu quero saber o seu jogo
Que eu quero morrer no seu bloco
Que eu quero me arder no seu fogo
(...)



<< Home