O que move um Blogger? (act.)

Não tenhamos dúvidas, para muitos, um dos atractivos centrais para se ter um blogue é o facto de essa simples posse insinuar uma intimidade com a fama. Na blogosfera esse possível desejo de fama/visibilidade mediática é sugerido por dois trilhos:
1- Um horizonte amplo de leitores
2- O facto do exercício das funções de blogger fazer supor a partilha de um espaço com pessoas de relativa notoriedade na opinião pública. Havendo ainda o aliciante de se poder estabelecer diálogos com elas.

Neste sentido, um blogue terá para muitos o aliciante similar a um Big Brother, sendo que neste caso a almejada notoriedade segue um itinerário que se demarca da cultura popular, para calcorrear, ao invés, os meandros literatos mais próximos da intelectualidade (o que quer que isso seja).

Para alguns o apelo da Blogosfera assemelha-se à ideia de um Big Brother dos literatos.

Como o programa original nos mostra, ninguém fica muito tempo na casa. Por isso tomo a longevidade de muitos espaços de visitação como uma prova daquilo que não move os seus autores.

P.s. (suscitado pelos comments) Obviamente o título deste post parte de um pretensisismo analítico que mais não quer do que ser provocativo. Na verdade não considero que essa aspiração à intimidade com a fama seja dominante na blogosfera que conhecemos. Na minha opinião o facto de essa aspiração se poder constituir como móbil primordial será, isso sim, a razão pela qual muitos blogues acabam ao fim de umas poucas semanas ou meses; seja pela frustação dos intentos, seja pela ideia de objectivo alcançado. Não havendo razões erradas nem certas, creio que a preponderância do desejo de visibilidade e afirmação pessoal tende a fazer do blogue um fenómeno efémero.




<< Home