O sintoma blogosférico

Por uma série de razões, a sociedade portuguesa não prima pela capacidade dos grupos marginalizados emergirem da sociedade civil sob formas de mobilização passíveis de reverterem os valores e as estruturas que sustentam um status quo que é a diversos níveis opressivo.

Havendo entre os blogues aqueles que se assumem como temáticos, pressinto nesse espaço um vazio que de algum modo faz com que a blogosfera espelhe bem essa fragilidade social. Digo isto porque existe uma ausência - pelo menos em termos mais mediáticos- de blogues que se assumam como referência de algumas bandeiras, que se tornem vozes ouvidas. Um blogue gay, um blogue feminista, um blogue anti-racista, um blogue que dê voz aos direitos dos imigrantes, das pessoas com deficiência, dos desempregados, etc. Certamente que a falta de notoriedade destas bandeiras dará lugar a sorrisos cínicos a parte de alguns. No entanto eu acredito que a nossa visão da realidade, e a própria realidade, se empobrece quando estas reflexividades informadas não são postas no primeiro plano da discussão.



<< Home