Pornografia e política

A pornografia é hiper-real. O conceito de hiper-realidade de Baudrillard encontra na diferença entre o sexo e a pornografia um dos seus exemplos mais didáticos. Diz-nos Baudrillard que a pornografia é uma linguagem do exagero, um excesso de real que anula o próprio real, uma emanação da mediática sociedade do espectáculo A pornografia representa um sexo mais do que real, um sexo hiper-real que, em bom rigor, não existe. Em jeito de analogia, diria que em político que não consiga aceder a este registo porno está condenado à não existência das suas ideias. Por definição, a lealdade aos termos próprios das coisas não compensa em política. O mesmo acontece na indústria pornográfica.



<< Home