Por favor um pouco mais de hospitalidade para Bush!

Estou a torcer fevorosamente para que Bush tenha amanhã em Londres a recepção que os seus beneméritos préstimos à humanidade bem merecem . Gostei muito de saber que Mayor de Londres, correlegionário partidário de Blair, identificou Bush como a maior ameaça que a Paz no mundo enfrenta. Boa! não sei como Sharon se terá sentido, mas desconfio que agastado com tamanha despromoção. No entanto, há uma coisa que me incomoda nestas manifestações. É que normalmente a frase forte é "Bush go Home", ou "não-sei-quantos go home". Embora eu perceba bem a mensagem de uma demarcação forte em relação às boas vindas e às honras de Estado, sinceramente não consigo deixar de ver isto como a utilização de um discurso que, sem se dar conta, tem subjacente uma ideia xenófoba. A ideia que alguém não é bem vindo e que a sua casa é algures do outro lado do mundo. Já ouvi isto nalgum comício do PP. Não sei se este post vai a tempo para os meus amigos ingleses, mas eu proporia declarações insurgentes que não tivessem qualquer "semelhança de família" com os discursos Le Penianos. Por exemplo, mandem-no à merda. Sempre é mais polite.



<< Home