Doces declarações de afecto

Uma amiga contou-me que esteve a actualizar as suas leituras deste blogue acompanhada por uma prima. Segundo me foi dado a saber, após uma leitura extensiva das coisas por aqui escritas, a tal prima esboçou algumas possibilidades reflexivas acerca da pessoa que as escreve. Foi então que a minha amiga procurou repor a verdade defendendo o carácter prosaico da sua amizade: "A sério, se tu o conhecesses dirias que ele nunca escreveu uma linha na vida!"

Será que era para eu agradecer?



<< Home