Dogville II

Tenho lido e ouvido diversas opiniões acerca de Dogville, fico persuadido que poucos filmes têm dividido e extremado tanto as opiniões. A propósito da minha nota, Carlos Sofia escreve-me um mail em que nos oferece a sua leitura absolutamente desgostada: "O filme em que os heróis se tranformam em anti-heróis numa queda cataclísmica, num extremo inverosímil e aviltante à dignidade humana, recorrendo a um tolo “cunho intelectualóide”. Registo também a opinião de Klepsydra (Nuno Mendes): "Maldade, inteligência, talento e arrojo juntos num grande filme" Chaimite "Perante o constrangimento, perante a violência, ficamos desprotegidos"

Como muitos, Carlos vê a narrativa alegórica como um ofensa à dignidade humana, os cépticos antropológicos vêem a sua (falta de) fé na humanidade representada na queda de um Éden humanista. p.s. Mais lá para a frente procurarei fazer um lista das críticas que surjam na blogosfera, por favor dêem-me nota do que por aí anda escrito.



<< Home